Antecedentes

O setor do calçado, assim como a maioria dos setores produtivos, tem vindo a ser afetado pela crise economia e financeira registada na Europa. A Europa tem uma longa tradição na fabricação de calçado, mas o setor é muito sensível ao desafio internacional da globalização, com a abertura aos mercados com baixos salários e baixos custos de produção, não respeitando os padrões de qualidade patentes na Europa.

O calçado europeu é muito apreciado a nível mundial, como demonstram as estatísticas das exportações para países terceiros, que registaram um aumento de 46% em quantidade e 78% em valor entre 2009 e 2014. No entanto, a reputação do setor só pode ser mantida se a competitividade do negócio vier da capacidade de inovação, a qual só é possível através da formação dos seus ativos das empresas.

Consequentemente, os desafios atuais das empresas europeias dependem da qualificação dos seus engenheiros, técnicos de desenvolvimento do produto e processo, gestores de topo e gestores intermédios, entre outros ativos. Todos devem possuir um conjunto equilibrado de aptidões, profissionais e transversais e demonstrar competências em investigação aplicada, transferência de tecnologia, desenvolvimento e inovação.

Fazer funcionar o triângulo virtuoso do conhecimento, juntando o ensino superior, a investigação e o mundo dos negócios, é um dos objetivos das políticas europeias e das prioridades políticas nacionais em todos os 28 países da União Europeia. Os parceiros do projecto Erasmus+ Knowledge4Foot reconhecem os benefícios para o setor de tal abordagem e irão desenvolver ferramentas inovadoras para a transferências de conhecimento, dirigidas ao setor do calçado Europeu, proporcionando aos estudantes do ensino superior e profissionais da indústria aptidões na área da investigação aplicada e da inovação.

Os objetivos do projeto são:

  • Desenvolver uma colaboração ativa entre universidades, centros de investigação e empresas para avaliar as necessidades de competências para a inovação e transferência de tecnologia;
  • Criar, testar e implementar um programa comum para estágios virtuais, bem como conteúdos em e-learning, que incorporem abordagens como o pensamento criativo e a resolução de problemas;
  • Criar uma plataforma de conhecimento que facilite a transferência de inovação na indústria do calçado, através da simulação das fases de desenvolvimento dos projetos de investigação.

Destinatários:

  • Estudantes do ensino superior
  • Profissionais de empresas de calçado: gestores de topo e gestores intermédios, designers, engenheiros, outros técnicos.